quarta-feira, 30 de dezembro de 2009


O Cónego Doutor António de Vasconcelos com capelo doutoral confeccionado em 1916, por ocasião do doutoramento honoris causa que que lhe foi conferido pela Faculdade de Letras da UC. A mistura do azul-escuro com o branco tem a seguinte fundamentação: a) AV já era doutorado pela extinta Faculdade de Teologia, a cujo corpo docente pertencera; b) o azul-escuro foi a cor adoptada pela Faculdade de Letras por se ter entendido (e bem) que continuava o legado das faculdades de artes liberais; c) na tradição conimbricense, o ser-se doutorado em mais do que uma ciência implica a mistura de cores científicas.
Enfatize-se o bom gosto de AV, partilhado por outros colegas que com ele em 1911 transitaram de Teologia para Letras, patente na sóbria mistura de cores: em lugar de se misturarem as duas cores nas rosáceas, como acontecia em Matemática, os doutores de Letras fugiram ao efeito "bolo de noiva", mantendo a murça interna numa só cor e a externa na segunda cor.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial