sábado, 6 de fevereiro de 2010


Gaiteiros de Malhoa: uma pista
Satisfazendo um convite do Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro, o pintor José Malhoa realizou naquela instituição uma importante amostra dos seus trabalhos, corria o mês de Maio de 1906. Os preparativos da viagem e a selecção das obras a transportar de Lisboa para o Rio de Janeiro foram alvo de reportagem na "Illustração Portugueza", II Série, Nº 11, de 7 de Maio de 1906. Uma das telas reproduzidas a preto e branco nessa revista era a "Chegada do Zé Pereira ao Arraial". De acordo com o texto de apresentação, Malhoa teria colhido os apontamento de reportagem directamente num local "do Norte". O cronista conferia destaque ao povoado engalanado para o arraial popular, ao ar de festa dado pelos balões, enfeites e foguetes e à entrada dos gaiteiros. Ainda de acordo com a imaginação do cronista, os moradores da aldeia retratada levariam "vida feliz". Este quadro de cerca 1902-1903 nunca aparece nos catálogos dedicados à obra de Malhoa. A total ausência de elementos não nos permite saber a que "Norte" se quer referir o autor dessa reportagem de 1906.
Esta imagem foi editada em Abril de 2006 no webblog http://guitarradecoimbra.blogspot.com/2006/04/gaiteiros-de-malhoa-satisfazendo-um.html, sem que à data se soubesse se fora preservado este quadro pintado em Figueiró dos Vinhos.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial