sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Funerais de Sadi-Carnot, Presidente da República Francesa assassinado. Um dos primeiros exemplos europeus de realização de cerimónias fúnebres republicanas sob o signo da sobriedade e extrema contenção das cores, gestos e emoções. Forte dispositivo militar. Os regimes republicanos da idade clássica nunca contestaram nem hostilizaram o cerimonial militar, tendo procedido à sua integração nos valores do regime e à sua utilização para propalar uma mensagem pública de ordem, disciplina e obediência. Era crença generalizada que o exército simbolizava a reserva moral de uma nação civilizada. Nem os horrores da Grande Guerra conseguiram beliscar estas convicções.
Fonte: O Occidente n.º 561, de 21.7.1894

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial