domingo, 1 de julho de 2012

O poeta António Fogaça

Retrato do poeta António Fogaça (1863-1888), natural de Barcelos, que faleceu sendo estudante da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Fez versos para as Fogueiras do São João de Coimbra que rapidamente foram considerados populares. Por décadas se cantarolou uma sua célebre copla "Ao som da guitarra/Que trina dolente", oscilando as corruptelas aprendidas de outiva entre "batina de lente" e "Catrina doente". Faleceu em Coimbra no dia 28.11.1888 tendo deixado os seus condiscípulos desolados.
Fonte: Branco e Negro n.º 72, de 15.8.1897

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial