quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Centenário da Guerra Peninsular (1908)

Imagens captadas em Torres Vedras aquando da deslocação de D. Manuel II ao campo da batalha do Vimeiro por ocasião do Centenário da Guerra Peninsular (agosto de 1908).
Expressivo conjunto de fotografias que documenta a forma tradicional de organização de cerimónias públicas participadas por comissões, municípios, estruturas católicas, judiciais e militares, a que concorriam os chefes de Estado. Os dignitários locais apresentavam-se com indumentária profissional e insígnias no local de desembarque do chefe de estado, na fronteira do concelho ou em local convencionalmente designado (ex: o município do Porto ia receber a Grijó, o municipio de Coimbra ia receber a Condeixa e a S. Martinho do Bispo). Este modo de recebimento público era festejado com sinos, foguetes, salvas, colchas, tapetes florais, arcos alegóricos. Manteve-se em diversos municípios até finais do Estado Novo, a fazer fé nos relatos de imprensa que registaram as visitas de diversos titulares de cargos da administração central e as cerimónias de inauguração de edifícios públicos.

Foto superior: câmara municipal de Torres Vedras, vereadores de cartola e bengala com faixa azul e branca;
Foto do meio: padres do convento do Varatojo;
Foto inferior: membros da comissão organizadora das comemorações, integrando os dois magistrados da comarca (de beca e chapéu, conforme determinavam os antigos estilos, deveriam aguardar o chefe de Estado, proferir saudação oficial e aguardar a resposta, falando sempre com a cabeça coberta).
Fonte: Brasil-Portugal n.º 231, de 1.9.1908

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial