segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Como seria o barrete doutoral das universidades ibéricas na transição do século XV para o século XVI: um camauro de tecido preto, rematado por borla de seda na cor da especialidade científica sobre o qual se avista já a formulação do florão que nos séculos XVI e XVIII atinge o auge.
Jacente funerário do Doutor Juan del Grado, cónego da catedral de Zamora/Espanha (escultura funerária na igreja de Zamora).
Fonte: "Escultura Castellana", http://esculturacastellana.blogspot.pt/2012/06/escultura-funeraria-ii.html.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial