terça-feira, 9 de outubro de 2012

Funeral de António Granjo (1921)

Trechos do velório e do cortejo do antigo estudante de Coimbra, militante republicano e político António Granjo. Presença de estudantes de capa e batina que, com as capas enroladas (enchouriçadas) formam malha precedendo o féretro. Modo de desfilar muito comum nos bandos precatórios (peditórios filantrópicos) e nas arruadas das tunas. Também se usava com o mesmo enchouriçado a tiracolo quando os estudantes iam dançar às fogueiras do São João, não porque fosse moda mas para libertar as mãos e assim saltar à fogueira, dançar, bater palmas, agarrar o par e até tocar instrumentos de corda no ir e voltar da roda.
Não estou com a isto a dizer que o traje académico de capa e abatina seja traje popular. O que estou a dizer é que por vezes era usado pelos próprios estudantes em funções não estritamente académicas, como também acontecia quando os seminaristas jogavam à bola com batina e barrete.
Fonte: Ilustração Portuguesa n.º 819, de 29.10.1921

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial