sábado, 27 de outubro de 2012

O jovem Marcello Caetano durante a arguição de provas escritas para obtenção do grau de doutor em Direito. Lisboa, sala do edifício da Faculdade de Direito/UL, junho de 1931.
Os membros do júri vestem hábito talar masculino de abatina, conforme à tradição conimbricense. Um dos vultos reconhecíveis é Carneiro Pacheco (de pé). MC também traja capa e batina. Sem elementos que o provem, admitimos que este tipo de toilette tenha tido o seu início aquando do doutoramento de Armindo Monteiro, unanimemente considerado o primeiro que teve lugar na FD/UL.
Fonte: Joaquim Vieira (coordenação), Marcello Caetano. Fotobiografias do século XX. Lisboa: Círculo de Leitores, 2002, foto a pp. 32-33.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial