sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Uma crónica sobre costumes estudantis (1910)

D1: estudantes em traje de cerimónia aguardam a chamada para os atos de formatura, gerais onde decorriam as aulas de Teologia e Direito, Coimbra, 1909. Muito rara figuração (e certamente a última) dos momentos que antecediam a entrada em ato, marcados pelos nervos em franja, que na gíria eram conhecidos por cólicas. As cólicas consistiam em passar a noite em branco a marrar a sebenta, vomitar, urinar descontroladamente, torcer as mãos, passear agitadamente no corredor em frente à sala dos atos. Concomitantemente eram narradas lendas nunca confirmadas sobre facécias ligadas aos atos (ex: na década de 1980 contava-se que uma aluna interrogada por um feroz lente fora acometida por um chelique e abortara, estorieta que os crédulos caloiros reproduziam como coisa verdadeira).

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial