domingo, 6 de janeiro de 2013

Caixa de arquivo (corrente) onde eram diariamente lançados os papéis (petições, requerimentos) que baixavam à secretaria e tramitavam para despacho do ministro e eventual apreciação da mesa grande. Arca em madeira com tampo amovível, fechadura, ranhura e cabeceira, ornamentada com brasão e letreiro, datada de 1766. Acervo museológico da Venerável Ordem Terceira da Penitência, Porto, Portugal.
Não deixa de ser interessante constatar que na passagem da sociedade de Antigo Regime para o Liberalismo constitucional a caixa de recolha de documentos correntes foi mantida na maior parte das leis orgânicas das secretarias de estado, repartições municipais, secretarias dos tribunais e estabelecimentos de ensino. Ainda hoje existem nas salas dos professores das escolas públicas portuguesas umas caixinhas afixadas na parede onde os professores lançam as justificações de faltas que são diariamente abertas por um funcionário dos serviços administrativos. Foi a primeira vez que tive a possibilidade de visualizar um exemplar do século XVIII e gostei do que vi.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial