quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Grupo de cinco advogados franceses com toga, epitógio, plastron e barrete, década de 1880 (foto da Bibliothèque Nationale de France, identificando erradamente juízes).
O barrete de copa poligonal (8 faces), cristas e pompom preto é o mesmo usado em França pelos pastores protestantes e pelos mestres de cerimónias de algumas igrejas. Corresponde também ao modelo dito Cantor (Chazanut, Chazzan, Hazanim) usado por rabinos. Em Portugal tem (teve) a sua correspondência no barrete oficialmente aprovado pela Ordem dos Advogados, no barrete dos professores da Escola Médico-Cirúrgica do Porto/Universidade do Porto (pompom ao centro da copa, sem cristas) e no barrete judiciário espanhol (também sem cristas).
Existem exemplares (francês e Cantor) na coleção de chapéus religiosos de Dieter Philippi, com reprodução no catálogo Kopfbedecum in Gaube, 2009, p. 350 (Kantor).

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial