terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

"Teimosia universitária", caricatura de Rocha Vieira publicada na Ilustração Portuguesa n.º 684, de 31.03.1919 (suplemento). Os republicanos radicais olharam sempre a Universidade de Coimbra como uma instituição suspeita. Acusada de regalismo, de jesuitismo e de obscurantismo, nos clichés da época este estabelecimento de ensino superior foi frequentemente vista como anti-republicana. O que se pode dizer hoje é que nas vésperas da República as elites progressivas formadas na Universidade de Coimbra eram republicanas e que foram os juristas formados por aquele instituição que fizeram as leis basilares da 1.ª República. O mesmo aconteceu com as grandes reformas do ensino primário e superior levadas a cabo por antigos estudantes da Universidade de Coimbra como António José de Almeida e Ângelo Ribeiro da Fonseca.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial