sábado, 24 de agosto de 2013

Foto 14: Imagem de roca de São Ivo/Santo Ivo da Bretanha em exposição na vitrina. Apresenta nas imediações da base do andor quatro urnas douradas com palmitos verdes ornados de laços, idênticos aos que observamos no Museu da V.O.T.S.F. de Ovar. Podem ter sido confeccionados manualmente na mesma oficina de passamanaria ou podem ter sido copiados localmente. Uma das caraterísticas predominantes na arte sacra é a replicação estável de modelos a partir de imagens e de gravuras! A maioria das imagens processionais de Santo Ivo que conheço veste hábito talar religioso, que vai da túnica franciscana ao hábito talar dos lentes da Universidade de Coimbra. Nesta imagem do Museu das Cinzas de Vila do Conde, Santo Ivo traja uma beca talar de juiz, completada por estola bordada a ouro, que não me parece ser propriamente antiga. Só estudando o enxoval da imagem nos arquivos da V.O.T.S.F. seria possível perceber se este Santo Ivo sempre vestiu hábito talar judiciário ou se inicialmente vestia de lente de Coimbra. O extraordinário interesse desta imagem reside não na beca mas nas insígnias de doutor em Direito Canónico que exibe aos pés, conjunto completo, composto por borla e capelo, conforme usança na Universidade de Coimbra, num verde esmeralda já muito desbotado, num surpreendente e notável trabalho de passamanaria barroca. Creio que estas insígnias ainda costumam ser levadas aos pés da imagem quando o santo sai em procissão, mas dado o preocupante estado de fragilidade em que se encontram, é altamente recomendável que não sejam expostas a condições ambientais adversas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial