quarta-feira, 11 de junho de 2014

Estudante da Universidade de Coimbra, tinta e china e aguarela sobre papel evelhecido
Esta gravura foi reproduzida na década de 1950 e editada nas páginas da revista Rua Larga (1957 e ss.), num artigo do Dr. António Correia dedicado aos percursos do traje estudantil coimbrão. Na mesma época foi também passada a mosaico cerâmico e integrada no acervo do Museu Académico. Estudei este documento nos finais da década de 1980 (1989) tendo de imediato concluído que a datação apontada em todas a fontes estava errada. O Dr. António Correia e o Dr. António José Soares leram este documento como sendo do século XVIII, erro que a BGUC tem mantido e indica na ficha catalográfica. O tipo de contorno, a abordagem pictórica, o tratamento do rosto do figurado e a silhueta das vestes nucleares informam a olho nu que se trata de um trabalho realizado entre finais da década de 1840 e o meado do decénio de 1850. O gorro académico apresenta ainda a antiga virola que se há-de manter pelo menos até à geração de Antero de Quental/Eça de Queirós. A abatina, de 19 botõezinhos de crina, é de um só corpo, muito cintada, efeito realçado com umas tiras de pano que se apertavam atrás das costas com uma fivela. As meias altas e calções estão praticamente ocultos pelas polainas de baeta pretas que tapam o peito dos sapatos e prendem por baixo das solas. O calçado é de morfologia oitocentista. A capa, de tipo grande mantéu ibérico, ainda acusa a presença do cordão de borlas.

Fonte: coleção de estampas da Biblioteca Geral da UC (BGUC), disponível em Biblioteca Digital/Alma Mater/b18355791, http://almamater.uc.pt/wrapper.asp?t=%5BEstudante+da+Universidade+de+Coimbra%5D&d=http%3A%2F%2Fbdigital%2Esib%2Euc%2Ept%2Fbg6%2FUCBG%2DMS%2D3377%2D20%2FglobalItems%2Ehtml

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial