segunda-feira, 23 de julho de 2012

Hinos portugueses (2010)

Rosto da obra Hinos patrióticos e militares portugueses. Lisboa: Estado-Maior do Exército, 2010, 351 pág. Trabalho prefaciado por João Soeiro de Carvalho, com assinatura de Alberto Ribeiro Soares (Coronel de Artilharia, professor e investigador de história militar), Pedro Alexandre Marcelino Marquês de Sousa (Tenente-Coronel, professor, investigador e músico), e Manuel Joaquim Ferreira da Costa (Major, chefe de Banda de Música).
Obra fundamental para os estudiosos de cerimonial, organiza as partituras em conformidade com as seguintes conjunturas políticas:

-Reação da Monarquia Portuguesa à revolução Francesa/Ida da corte para o Brasil e aliança com a Inglaterra;
-A revolução Liberal em Portugal/Afirmação do Liberalismo;
-A independência do Brasil em 1822/Reflexos na sucessão de D. João VI;
-Recuperação aboslutista de D. Miguel/Suspensão da Constituição;
-Guerra Civil entre liberais e absolutistas (1828-1834);
-A vitória do liberalismo/Instauração do regime liberal;
-A regneração/Estabilidade política e progresso económico;
-Imperialismo e nacionalismo/A questão colonial, Conferência de Berlim, Ultimato Inglês;
-O Estado Novo/Nacionalismo e culto dos símbolos da Pátria;
-Esforço de manutenção do império/A guerra em África  (1961-1975);
-Revolução do 25 de Abril/As Forças Armadas e a sociedade portuguesa.

Cada uma das partituras é completada por dados identificativos e contextualizadores como título, autorias, local de composição, data, textos cantados, anotações complementares e indicação de localização em arquivo/museu/biblioteca.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial