domingo, 5 de maio de 2013

Uniforme feminino norteamericano de enfermeira da Cruz Vermelha usado durante a Grande Guerra nos EUA e na Europa (França) por Anna Taylor (1879-1956). Acervo do Charleston Museum
Sarja cinza escura. Conjunto composto por saia trapezoidal comprida, com fechamento dianteiro assertoado, casaco ajaquetado de 3/4 decotado na frente, com 4 bolsos, cinto de tecido e botões metálicos. Boné não visível na imagem. Apresenta emblema da Cruz Vermelha cosido na manga esquerda, crachá metálico e pin metálico com as letras US. Conforme já se demonstrou noutro local, eis os momentos mais recuados de uma tradição académica feminina que começou por ser uma tradição militar. As coincidências entre os dois universos, e a importação de institutos da tradição militar para o campo académico são mais do que evidentes, em especial nos anos que medeiam entre a Grande Guerra e a 2.ª Guerra: passar revista, paraquedista, salvo-conduto, porta de armas, mobilização, contrafé, distintivos metálicos de fundamentação heraldística mais do que vacilante...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial