terça-feira, 2 de setembro de 2014

Ecce Homo, imagem original do Bom Jesus de Iguape
Imagem de vulto, madeira entalhada e policromada, com cerca de 1,90m de altura. Trata-se de uma imagem anormalmente alta quando comparada com a estatura média dos portugueses e luso-brasileiros dos séculos XVI-XVII (1,60m a 1,65m). Rosto barbado, apresenta traços comuns com o Bom Jesus do Colégio da Companhia de Jesus/São Paulo e com o Santo Cristo dos Milagres (ilha de São Miguel, Açores). São sinais de degradação o baraço dos sentenciados à pena capital e a cana verde. São símbolos do poder temporal dos césares romanos a coroa (resplendor) e a capa de passamanaria. O relato popular oral brasileiro regista o achamento da imagem à beira-mar em 1647 e anota as peripécias do seu transporte e construção de um espaço apropriado ao culto. Admite-se que pudesse ser uma imagem inicialmente integrada no oratório de uma embarcação portuguesa. Se bem li, na atualidade a imagem encontra-se fechada numa vitrina, garantindo as procissões anuais uma réplica. Desta imagem original de Iguape se tirou cópia do imponente Bom Jesus cultuado na ilha do Pico, Açores, que por seu turno inspirou inúmeras imagens entronizadas em tempos açorianos e nas comunidades radicadas nos USA.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial