terça-feira, 3 de maio de 2011

O "bacalhau"

Em Coimbra, "bacalhau" teve pelo menos dois significados conhecidos, sendo que nenhum deles era petisco. Um deles era o antigo violão de fabrico oficinal local com cordas de aço. O outro era o gravatão de duas línguas que foi usado desde finais do século XVII como adereço oficial do traje de gala dos oficiais da Universidade de Coimbra, oficiais de justiça e vereadores municipais. Claro que, da mesma forma que havia estudantes que iam ao Seminário de Coimbra tomar de empréstimo a volta branca para os actos, também havia vereadores que pediam aos fidalgos da Beira o bacalhau para usança nas grandes solenidades mondeguinas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial