sábado, 8 de outubro de 2011

Atinge a 3.ª edição o grande clássico de Augusto Estellita Lins (Rio de Janeiro, 1929; Brasília, 2007), intitulado Etiqueta, protocolo e cerimonial, publicado no Recife, pela COMUNIGRAF Editora, 2007. A primeira edição datava de 1985 e a segunda de 1991. Uma iniciativa da Academia Brasileira de Cerimonial e Protocolo, com o fito de homenagear um dos seus fundadores e primeiro Vice-Presidente. Diplomata, embaixador, ministro, professor, poeta, escritor e conferencista, Lins era uma das maiores referências do cerimonial público brasileiro do século XX. O seu manual faz eco de um estilo de vida palaciano, pautado pelas regras do polimento de matriz aristocrática. Fala de um mundo encantado, povoado de carpetes vermelhas, escadarias, salões, vénias, casacas, vestidos de noite, baixelas e brindes galantes. Ao longo de 192 páginas de mancha gráfica densa, o autor fixa informação e doutrina sobre conceitos, etiqueta, recepções oficiais e diplomáticas, organização de mesas e banquetes de gala, trajes, convites, referências internacionais e nacionais, normas federais, governamentais e locais, precedências. Como todo o manual que se preza de o ser, insere alguns esquemas de apoio à compreensão dos temas como a composição de mesas e baixelas. Trata-se de um manual diplomático, destinado a consumo restrito, conquanto parcialmente adaptável à diversidade cerimonialística e eventológica hoje campeante, que se lê com proveito. Ostenta uma sólida bibliografia técnica. Excelente documento para o estudo do comportamento social das elites.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial