segunda-feira, 25 de março de 2013


Juiz de paz, aguarela de Jean Mérimée integrada no acervo do Metropolitan Museum of Art. produzida em finais do século XVIII (ca. 1798-1799). Os juizes de paz franceses usaram uma capa branca bordada e forrada de roxo-púrpura, chapéu de feltro com pluma branca e cocarda nacional e uma vara com engastes de prata. Em Portugal os juizes de paz da época liberal não tinham traje definido, mas usavam um emblema. Transmitindo distinção e dignidade, o traje dos juizes de paz remete para o mundo rural e provincial e para a prática de atos rápidos (roubo de ferramentas de carpinteiro, perturbação da ordem nocturna), despojados das formalidades das grandes salas onde se pleiteavam matérias de cível e de crime.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial